Vivass - Assessoria e Comunicação

/ Blog / Blog

25 de dezembro de 2020

Ousadia e criatividade marcam a edição 2020 do Fest Aruanda

Festival encarou ‘corrida de obstáculos’, lançou a plataforma Aruanda Play e já tem datas para 2021

Em um ano marcado por incertezas e desafios, o Fest Aruanda apostou na ousadia e na criatividade, venceu os obstáculos e realizou uma histórica edição para comemorar seus 15 anos e os 60 anos do filme que deu origem ao nome do Festival. “Fazer o Fest Aruanda esse ano foi uma corrida de obstáculos e, o mais grave: meio que no escuro. Esse é o mais fiel resumo da ópera da travessia desse 2020 que, ao final, vingou mais uma vez a luz de Aruanda, nos 60 anos do filme e na celebração dos 15 anos de história e resistência, para manter de pé o evento na Paraíba”, comemorou Lucio Vilar, coordenador geral do Festival.

De acordo com ele, o evento saiu ainda mais fortalecido, sobretudo porque, mais uma vez, assegurou lugar especial às produções paraibanas, em curta e longa-metragem, no trânsito com outras filmografias nordestinas, abrigadas na mostra Sob o céu nordestino”. Graças ao sucesso em 2020, a edição 2021 já tem data marcada: de 9 a 12 de dezembro, na rede Cinépolis, do Manaíra Shopping. “Ousamos em apostar em uma mostra de longas nacionais, apenas com filmes documentais (uma homenagem ao gênero que fez escola na Paraíba), que dialogavam entre si pelas temáticas que estão na ordem do dia na sociedade brasileira e que o Júri Oficial consagrou o filme ‘Glauber, Claro’, de César Meneghetty. Distribuímos R$ 47 mil em premiações, fato sem precedentes e, ainda por cima, num ano difícil como esse. Isso não é pouco, vale dizer”, disse Lúcio. O valor foi distribuído entre prêmios em dinheiro e serviços de pós-produção, por meio da empresa Mistika, de São Paulo, parceira do festival, da produtora Ariadne Mazzetti.

Inovação – O formato híbrido foi outro desafio do Aruanda em 2020, com exibições presenciais e online. Para garantir a transmissão do conteúdo, foi lançada a Plataforma Aruanda Play, uma conquista importante que, embora tenha sido criada para resolver uma demanda imediata e circunstancial, será mantida nas próximas edições do evento.

“Essa experiência seguirá conosco, como uma nova janela para nossas produções, lançamentos de filmes que já fazem parte da história do cinema paraibano e que poderão estar acervo e cardápio da mesma”, completou o coordenador.

Aruanda Play – Com mais de 65 mil páginas vistas durante o festival, o Aruanda Play foi um sucesso e continua no ar.
Os filmes ‘Aponta pra fé – Ou todas as canções da minha vida’, longa-metragem paraibano dirigido pela paraibana Kaline Almeida, e o curta ‘A Pontualidade dos Tubarões’, de Raysa Prado (gaúcha radicada em João Pessoa), foram os recordistas de acessos na plataforma. O primeiro teve 433 visualizações e o segundo, 297. Por essa razão, as diretores dessas produções que estrearam no festival receberão duas novas comendas intituladas: Troféu Aruanda Play – Tecnologia Digital/Filme Mais Assistido na Plataforma.

A 15ª edição do Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro, maior festival de cinema da Paraíba, foi realizado no período de 10 a 16 de dezembro e também homenageou grandes artistas da música, com a exibição de filmes de bandas consagradas. O evento foi realizado pela Bolandeira Arte & Mídia e contou com o patrocínio do Grupo Energisa, Fundação Cultural OJB, Cagepa, Lei de Incentivo à Cultura, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal. Teve ainda Copatrocínio do Armazém Paraíba e Rede Cinépolis. Apoio da TV Cabo Branco, TV Cultura, Governo da Paraíba, FUNESC, Rádio Tabajara, A União e EPC. Apoio Institucional da UFPB, CCHLA, DEMID, Prefeitura de João Pessoa e Funjope. Além das parcerias com a Lusófona, Manaíra Shopping, Fórum Setorial do Audiovisual Paraibano, Janela7, Canal Brasil e TV UFPB, e assessoria de imprensa da Vivass Assessoria & Comunicação.

Confira no site @festaruanda pelo Instagram e o site festaruanda.com.br